Projeto "Somos o que comemos" está mudando os hábitos alimentares entre os alunos do 2º ano B

domingo, maio 25, 2014

Pois é, pessoal! Ter hábitos alimentares saudáveis é importante e isso todos nós sabemos, mas na hora de colocar em prática, aí a coisa complica, não é mesmo?! 

Pensando nisso, a galerinha do 2º ano B juntamente com a professora Adriana começaram a refletir sobre os hábitos alimentares do grupo, principalmente na hora do lanche, e perceberam que algumas atitudes precisavam ser revistas.  A turminha costumava comer o lanche oferecido pela escola e ainda assim muitos alunos estavam trazendo lanche de casa. Além de estarem lanchando duas vezes, o lanche trazido pelas crianças era inversamente proporcional à merenda escolar em termos de valores nutricionais. Os lanches mais comuns eram guloseimas industrializadas como salgadinhos, bolachas recheadas, chocolates, pirulitos, refrigerantes e sucos. Apesar de ter sido feita uma combinação de que apenas um dia na semana (quarta-feira) seria permitida a vinda destes alimentos, o grupo não estava cumprindo sua parte. A professora considerou que esta era uma questão de responsabilidade não só de cada aluno, mas principalmente das famílias, já que a praticidade dos lanches prontos é tentadora aos pais que trabalham e não dispõem de tempo para preparar os lanches da criançada. Por isso, precisava ser algo que envolvesse não só os alunos mas também suas famílias.

A partir daí, foi organizado e colocado em prática o projeto "Somos o que comemos", cujo intuito é demonstrar às crianças o quanto é prejudicial o consumo frequente de certos alimentos e discutir com as famílias que o compromisso maior é dos pais em dar bons exemplos e não ceder aos apelos dos filhos em relação às guloseimas, mostrando que é mais barato, prático e saudável, por exemplo, enviar uma maçã ou uma banana para o lanche do que um pacote de salgadinhos. 


Além disso, a expressão “bons hábitos alimentares” não se restringe ao consumo de alimentos saudáveis, mas também à rotina em torno da alimentação, como mastigar bem a comida, fazer as refeições na mesa – longe da televisão, a higiene envolvida no preparo e consumo dos alimentos, fazer atividades físicas regularmente, entre outras questões.

O carro-chefe do projeto foi o documentário "Muito Além do Peso", que trata sobre a obesidade infantil e outras questões relacionadas aos hábitos alimentares inadequados. O que foi visto no vídeo deixou as crianças muito impressionadas e cientes dos perigos a que estão expostas. 

Você sabia que um pacote de bolacha recheada equivale a 8 cacetinhos? Isso e muito mais foi descoberto no vídeo, cuja cópia foi encaminhada para as famílias dos alunos para que os pais também pudessem tomar conhecimento desta e de outras informações chocantes...

Pense bem antes de comer novamente um pacote de bolachas recheadas... Você enviaria "8 cacetinhos" de lanche
para o seu filho?

Pois é... Isso é só o começo!

Aproveite e assista você também ao documentário:

Entre as atividades realizadas, foi confeccionada uma ficha de saúde para informar às famílias o resultado das medições de peso e altura, bem como aferição da pressão arterial e cálculo de IMC realizados em sala de aula. O objetivo dessas avaliações é diagnosticar, ainda que de forma leiga, as crianças que se encontram fora do seu peso ideal e alertar as famílias sobre os riscos provenientes dos hábitos alimentares errôneos. O IMC (Índice de Massa Corporal) é uma medida internacional[1] usada para calcular se uma pessoa está no peso ideal. Referências com base na idade média da turma (7 anos) :

MENINOS


MENINAS
Menor que 15:
Abaixo do peso ideal
Menor que 14,9:
Abaixo do peso ideal
Entre 15 e 17,3:
Dentro do peso ideal
Entre 14,9 e 17,1:
Dentro do peso ideal
Entre 17,4 e 19,1:
Sobrepeso
Entre 17,2 e 19,9:
Sobrepeso
Acima de 19,2:
Obeso
Acima de 18,9:
Obeso




[1] Fonte: World Health Organization (WHO)/Organização Mundial da Saúde (OMS). Disponível em: http://apps.who.int/bmi/index.jsp?introPage=intro_3.html

O resultado impressionou a todos... A partir da tabulação dos dados levantados e organizados na tabela acima, podemos verificar que mais da metade da turma está acima do peso considerado ideal para sua faixa etária e altura, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Gráfico sobre o IMC da turma

Dos vinte e um alunos, seis já são considerados obesos. E muitos dos alunos que estão neste momento dentro do peso considerado ideal, correm riscos de futuramente mudarem sua classificação em virtude dos maus hábitos alimentares adotados. 


Segundo a professora Adriana, se passaram apenas duas semanas do início do projeto e já é significativa a mudança entre o grupo. "As crianças estão se conscientizando e não estão mais trazendo lanche, comendo apenas a merenda oferecida pela escola e, quando trazem algum alimento de casa, o que tem vindo são frutas ou opções igualmente saudáveis, como integrais e produtos feitos em casa.", afirma a professora. "Os próprios alunos cobram um dos outros essa postura mais saudável.", conclui ela. A turminha está tão envolvida no projeto que já teve até crianças experimentando cenoura ou alface pela primeira vez e tomando gosto por estes alimentos. Sucesso total!

Confira abaixo algumas atividades já realizadas durante o projeto:

Cartaz com o "Semáforo Alimentar": alimentos inadequados (sinal vermelho), controlados (sinal amarelo) e totalmente liberados (sinal verde).
Medição de altura
Aferição de pressão arterial

Pesagem

Confecção de um "diário alimentar"
Hora do conto: A Cesta da Dona Maricota

Levantamento de hipóteses sobre a quantidade de açúcar e/ou gordura nas principais guloseimas
consumidas pela turma

Hipóteses sobre quantidade de açúcar
e gordura na bolacha recheada
Hipótese sobre quantidade de açúcar em um achocolatado 



Atividade diferenciando legumes e verduras
Cada aluno mudou de nome temporariamente...
Atividades físicas fazem parte dos hábitos saudáveis
Jogo digital sobre alimentação saudável no Laboratório de Informática
Trabalho em equipe também faz parte do aprendizado
Aprendendo mais sobre os alimentos...
Construindo um prato saudável
Aula de culinária 
Espetinho de frutas com calda de chocolate
Nham! Nham!
Todos provaram todas as frutas...
Quem disse que comer fruta é ruim?! 
Essa receita foi de lamber os dedos!!!
E vem muito mais por aí... Fique ligado aqui no blog que logo mais teremos o campeonato de receitas saudáveis da turma! A receita mais saudável e gostosa será publicada aqui no blog.. Hummmm!!! Aprender nunca foi tão gostoso segundo essa galerinha...

2 comentários:

Iafa Grinschpun disse...

Muito legal o trabalho de vocês galera! É isso aí! Cuidar da saúde é super legal e todos saem ganhando, além de vocês ficarem mais lindos, vão ficar saudáveis e felizes! Que bom terem a profe Adriana pra ajudar nesta caminhada ein?

Iafa Grinschpun disse...

Muito legal o trabalho de vocês galera! É isso aí! Cuidar da saúde é super legal e todos saem ganhando, além de vocês ficarem mais lindos, vão ficar saudáveis e felizes! Que bom terem a profe Adriana pra ajudar nesta caminhada ein?